terça-feira, 27 de julho de 2010

imaginings


Já era tarde... mas você deu a grande ideia de nos encontrarmos... e darmos uma volta por ai (escondido, é claro rs)... cheguei até pensar por alguns segundos o fato de alguém descobrir, e ficarmos bastante encrencados, mas nada me impediu de dizer um "sim", com um sorriso enorme. Então combinamos o seguinte; eu sairia de fininho, tomando todo cuidado do mundo para não acordar ninguém, e depois... te esperaria no outro lado da rua... você passaria, e me pegaria. E foi exatamente como ocorreu. Estava nós dois lá... no carro, sem rumo... e rindo. Não sei você, mais eu... estava morrendo de medo, e fazia de tudo para que você não notasse. Mas como se você não me conhecesse, né ? Você notou, então segurou minha mão tão forte, depois se virou, e sorriu. Na verdade, eu ainda continuei morrendo de medo, mais era um medo tão bom de se sentir. Mãos dadas nunca me fizeram me sentir deste jeito. Depois de algum tempo, decidimos ir à praia. Logo quando chegamos, eu sair do carro, e fui correndo em direção à praia... então você fechou o carro com muita pressa... e foi correndo atràs de mim, acabamos caindo na areia, e por ali ficamos. Nossa, o céu estava a coisa mais linda de se ver, e o som do mar... era como se fosse musica. Você se virou para mim, e eu para você... nós dois nos olhávamos... não falavámos nada, já os nossos olhos... falavam tudo, e mais um pouco. Você me olhava... e não precisava mais de nada... então você foi chegando mais perto com jeitinho... e me beijou. Foi um beijo tão doce. Naquele momento, não existia mais ninguém.. além de você e eu. Quando não, estávamos dormindo... abraçados, bem apertadinhos... naquele lugar imenso. Teve uma hora em que eu acordei, e seus braços ainda estavam me cobrindo. Já estava quase amanhecendo, e precisávamos ir logo para casa. Mas não tive coragem de te acordar, era tão bom te ver ali, dormindo... era incrivél que até dormindo, você me passava confiança, me dava conforto, me trazia paz... você aquecia meu coração. então, fiquei ali, do seu lado... te observando. e quando percebi que você estava preste à acordar... comecei a te dar beijinhos... comecei pela testa, depois em um lado da bochecha, e depois um do outro lado... um na ponta do seu nariz, e por fim, um em seus lábios... você abriu os olhos, e sorriu... e me beijou. Me aproximei do seu ouvido e sussurrei: eu te amo! Tive medo da sua reação, nunca tinha dito isso à ti. você olhou nos meus olhos,e com muita leveza, fez um carinho em meu rosto, e disse: "Que bom! Isso significa que eu não estou amando sozinho" e sorriu. Olhamos para o céu... e o sol já estava ali, o dia era lindo... a vontade era de ficar ali, e dar um mergulho com você. Mas precisávamos ir, antes que alguém desse conta. Apesar que... nada que acontesse, poderia tirar a felicidade que eu sentia naquele momento. Bom...fomos pro carro...você me deixou até a porta da minha casa, me deu um beijo de despedida... e eu sai. Entrei em casa, e estava tudo como antes. Fui direto pro meu quarto me deitar. E antes que eu pudesse fechar os olhos para dormir, ouvi meu celular tocar... era uma mensagem, uma mensagem sua, e nela dizia assim: "Estou contente por ter compartilhado isso com você" eu te amo, durma bem! Naquela hora, senti meu coração acelarar, senti meu corpo tremer... senti que estava amando.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Lindoo texto !
    Eu já sai escondido, ahh.. é tão bom, tudo que é proibido é bom ! Hahaha '

    Blog:
    http://xxx-pink-xxx.blogspot.com/

    ResponderExcluir